PZ Soluções Interativas | Criação de sites

Quais são os principais pontos que um conteúdo focado em SEO precisa ter?

Você está aqui:

O SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca, é uma estratégia que inclui várias técnicas digitais para melhorar o posicionamento do seu conteúdo nos buscadores, em especial o Google.

Dessa forma, o seu site pode ser encontrado mais facilmente na internet, visto que a maioria das pesquisas tem origem em algum mecanismo de busca.

Por esse motivo, grande parte dos negócios, seja uma empresa de manutenção predial ou até mesmo profissionais autônomos, buscam investir em SEO, levando em consideração os principais fatores de rankeamento do Google.

No artigo de hoje, conheça quais são os principais pontos que um conteúdo focado em SEO precisa ter e como aprimorar a estratégia de otimização. Acompanhe a leitura!

O que é SEO?

Como vimos, o SEO é uma estratégia de otimização para os mecanismos de busca, com o intuito de melhorar a classificação dos sites nas SERPs (resultados de pesquisa).

A cada segundo, o Google processa milhões de pesquisas, com a intenção de oferecer conteúdos informativos e que respondam às dúvidas dos usuários.

Faça o teste: ao pesquisar por reforma predial, por exemplo, você irá se deparar com uma série de resultados, incluindo artigos, blog posts, materiais relevantes e até empresas que realizam o serviço.

Em cada busca realizada, o Google organiza os conteúdos em um ranking. Nas primeiras posições, encontram-se os sites que o buscador acredita que são os melhores.

Isso influencia no modo como o público vê o seu negócio. Para termos uma ideia, 30% dos cliques vão para os três primeiros resultados de pesquisa e somente 0,78% dos usuários acessam um conteúdo que está na segunda página das SERPs.

Um dos grandes aliados do SEO é o marketing de conteúdo. Afinal de contas, informação é a grande moeda de troca da internet, por esse motivo, o primeiro passo para obter uma boa classificação no Google é produzir algo interessante aos usuários.

Ou seja, é preciso ir além de uma mera propaganda sobre uma porta de madeira para área externa, por exemplo, mas trazer dicas de como aplicar o item, possibilidades de decoração, entre outros conteúdos relevantes.

Além disso, outras técnicas que fazem parte do SEO são:

  • Fazer uso correto de palavras-chave;
  • Ter um site responsivo ou mobile friendly;
  • Ter boa relação com o restante da web (link building);
  • Trazer ativos de marketing (imagens, vídeos, etc.);
  • Proporcionar uma boa experiência ao usuário.

A estratégia pode envolver ainda outras técnicas. Por esse motivo, é importante ficar atento às atualizações do Google para acompanhar quais são os principais fatores de rankeamento.

9 dicas para aprimorar o SEO do seu site

Não é fácil descobrir quais são os fatores de rankeamento do Google, ainda mais diante de tantas atualizações da plataforma. 

No entanto, há algumas características que já são velhas conhecidas do SEO e, portanto, é possível aprimorar o seu conteúdo para obter uma boa classificação.

A seguir, separamos algumas dicas, apontando quais são os principais pontos que um conteúdo focado em SEO precisa ter.

1 – Evite os black hats

Os black hats são práticas consideradas irregulares pelo Google que, ao invés de contribuir com o rankeamento, acabam prejudicando a posição do site nas SERPs.

Essa atitude é vista como desonesta, pois utiliza de artifícios do webdesign para ocultar palavras-chave e links dos usuários, tornando-os rastreáveis apenas para os robôs do Google (assim, não há repetição de termos, por exemplo).

Quer dizer que o site mostra algo para o buscador, mas não entrega aquilo para o usuário.

No entanto, quando esses conteúdos de black hats são descobertos, o Google realiza uma punição severa, fazendo com que eles caiam drasticamente de posição.

Isso é bastante prejudicial, principalmente para as lojas online. Imagine que ao procurar por tela de proteção, por exemplo, o seu site não apareça de jeito nenhum para o usuário? Isso com certeza irá influenciar nas vendas.

2 – Use as palavras-chave corretamente

As palavras-chave são protagonistas do SEO, já que elas representam os termos mais procurados pelos usuários no Google.

Sendo assim, é preciso usá-las corretamente, para que o buscador entenda que o seu conteúdo é valioso e corresponde aos interesses do usuário.

No entanto, elas não devem ser repetidas aleatoriamente, mas sim, fazer sentido dentro do conteúdo. Por isso, ao usar o termo “fechamento de vidro”, o ideal é colocá-lo em um artigo relevante, como dicas de decoração e design para sacadas, por exemplo.

3 – Crie conteúdos interessantes e originais

A produção de conteúdo caminha lado a lado com o SEO e também com o uso das palavras-chave. Por esse motivo, é importante focar em materiais que sejam interessantes ao seu público, com informações diferenciadas.

Além do mais, o conteúdo deve ser original. O Google tende a prejudicar materiais plagiados, fora que é uma prática ilegal.

Claro que é possível usar alguns conteúdos de referência. Por exemplo, buscar por deck de piscina e ter alguns materiais de inspiração.

4 – Tenha um relacionamento com outros sites

Não estamos sozinhos na internet – e o Google leva isso em consideração. 

Sendo assim, é importante manter um relacionamento com outros sites, desenvolvendo uma técnica conhecida como link building.

Basicamente, ela consiste em citar, por meio de hiperlinks, outros conteúdos (que podem ser do seu próprio site ou de páginas diferentes).

Dessa forma, ao escrever um artigo sobre paisagismo piscina, o seu conteúdo pode mencionar um parceiro que faz projetos de arquitetura, por exemplo, colocando um link para o site dele.

É importante que essa construção de menções faça sentido para os usuários, não prejudicando a leiturabilidade e a experiência deles.

5 – Tenha um site leve

Outro ponto que conta muito para a classificação do Google é a velocidade de carregamento da sua página. Se demorar mais de 3 segundos para carregar, é bem provável que o usuário já desista.

Por esse motivo, é importante incluir itens otimizados e com tamanhos menores, mas sem perder a qualidade.

Inclusive, muitos problemas de carregamento podem ser corrigidos na programação do seu site. Portanto, vale a pena verificar esses aspectos de arquitetura da página.

6 – Permita a navegação em dispositivos móveis

Hoje em dia, grande parte das pessoas faz busca diretamente pelos celulares ou demais dispositivos móveis. O Google sabe disso e, por esse motivo, desde 2015, um dos principais fatores de rankeamento é a responsividade.

Sendo assim, se você ainda não adaptou o seu site para navegação mobile, não deixe de fazer isso o quanto antes.

Isso vale para todos os segmentos, desde uma empresa de demolição de casas, até blogs e sites pessoais.

7 – Aplique imagens

Muita gente acha que as imagens não são importantes no SEO, visto que os robôs do Google leem apenas códigos e textos. No entanto, elas fazem uma diferença enorme na experiência do usuário e, por isso, influenciam no rankeamento.

Fora que um site com boas imagens e elementos visuais tende a receber uma melhor avaliação do público, o que colabora com o reconhecimento da sua página na internet.

Não se esqueça de respeitar o padrão visual da marca e escolher boas imagens, que tenham qualidade, mas também não comprometam o carregamento da página.

8 – Considere as buscas por voz

As buscas por voz estão se tornando cada vez mais comuns, ainda mais com o aprimoramento da Siri e o do Google Assistant. Por isso, vale a pena construir um conteúdo que leve em consideração as pesquisas por voz.

Uma dica é pensar em conteúdos como uma resposta ao vivo. Sendo assim, busque incluir perguntas nos títulos e, ao longo do texto, ofereça informações objetivas.

Essa é uma técnica conhecida como featured snippet e que tem se tornado muito comum dentro da estratégia SEO.

9 – Invista em segurança

Mesmo com o avanço da criptografia, algumas pessoas ainda têm dúvidas sobre a segurança dos sites, evitando até mesmo fazer compras online.

Por esse motivo, é importante investir em programas de segurança para garantir a proteção dos dados dos usuários, bem como da própria empresa.

Conclusão

O SEO é uma estratégia que tem se expandido a cada dia, devido à popularidade do Google e as buscas cada vez mais frequentes dos usuários nos buscadores.

No entanto, é importante ressaltar que muitos conteúdos acabam perdendo classificação por não seguirem alguns pontos principais de otimização. 

Por esse motivo, o artigo de hoje buscou trazer algumas dicas de como aprimorar o seu material e alcançar uma boa classificação nas SERPs.

Dessa forma, será possível aumentar o tráfego orgânico, o número de visitantes e gerar conversões para o seu site. Como consequência, você vai melhorar as chances de vendas, bem como reconhecimento do mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Serviços relacionados à

Quais são os principais pontos que um conteúdo focado em SEO precisa ter?

Mais visitados:

Tags usadas:

Quais são os principais pontos que um conteúdo focado em SEO precisa ter?

É um texto de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.