PZ Soluções Interativas | Criação de sites

E-commerce: Quais estratégias que auxiliam a potencializar a loja virtual?

Você está aqui:

Nos últimos anos, as ferramentas virtuais têm se mostrado grandes aliadas na nova era tecnológica, permitindo uma série de inovações, destacando-se, entre elas, o crescimento na abertura dos mais variados segmentos de e-commerce.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Ebit|Nielsen, só no ano de 2020, as vendas online tiveram um crescimento de 47%, a maior alta nos últimos 20 anos.

Portanto, hoje em dia, até mesmo vender um anel de diamante noivado tornou-se muito mais prático com as facilidades trazidas pela internet.

Um e-commerce nada mais é do que um comércio eletrônico, uma empresa cuja estrutura de negócios e vendas está inteiramente na web.

Assim, é fácil compreender que um e-commerce tem um processo muito maior do que simplesmente a montagem de uma página. Sua estrutura inteira deve ser pensada e planejada no campo digital.

Vale lembrar que o e-commerce também torna o atendimento e a venda completamente digitais, de forma automatizada e eficiente. 

Com isso, a gestão torna-se bem mais fácil de ser organizada, podendo dar uma atenção maior a outros elementos, como a logística e o estoque.

Apesar de uma loja virtual ser parte fundamental de um e-commerce, o conceito acaba sendo mais amplo.

Isso porque a loja virtual é o endereço onde os clientes consumirão seus produtos ou serviços, enquanto o e-commerce trata de forma muito mais ampla a conexão entre a empresa e os clientes.

Isso engloba suas redes sociais, ações de relacionamento e outros meios de divulgação.

Para vender um anel banhado a ouro feminino, não basta colocar o item à disposição em sua loja virtual. É preciso elaborar uma série de ações que levarão seus clientes ao produto e converter em venda.

A origem do e-commerce é antiga, desde a invenção da Videotex, uma espécie de televisão modificada que permitia que os clientes realizassem compras online em 1979.

Esse protótipo deu origem ao teleshopping, que evoluiu com a chegada da internet e formou o que hoje conhecemos como e-commerce.

No final dos anos 90, alguns dos gigantes do mercado iniciaram sua atividade, consolidando o e-commerce como um meio de negociação fundamental.

Importância de se ter uma loja online

Por ser um mercado em crescimento constante, cada vez mais pessoas têm buscado o e-commerce como o melhor caminho para fazer suas compras.

Isso porque, muitas vezes, os preços de lojas virtuais acabam sendo muito mais interessantes que de lojas físicas, diminuindo ainda mais o mercado tradicional, conforme a facilidade e a segurança começam a surgir mesmo na mente dos mais resistentes.

A possibilidade de compra independente de horário também é um grande diferencial dos e-commerces. Isso porque sites não precisam de nenhum tipo de tempo de descanso ou de fechamento, funcionando 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Para demonstrar sua capacidade de melhor negociação, alguns sites até mesmo permitem que você compare simultaneamente os preços entre seu site e de seus concorrentes, identificando o quão melhor é fechar o negócio com seu e-commerce.

Desde uma fabricante de forma de chocolate até uma loja de roupas pode colocar em sua plataforma produtos similares para um comparativo, permitindo que você escolha a melhor opção.

Afinal, como posso abrir meu e-commerce?

Para criar um e-commerce, alguns passos são fundamentais na estruturação e planejamento para conseguir um bom resultado:

1 – Site

O primeiro passo para construir um e-commerce é definir a página da loja virtual. Atualmente, não é necessário uma equipe de ponta ou um valor alto de investimento para a criação da loja.

Muitas ferramentas online oferecem uma qualidade boa por um preço bastante acessível, ou até mesmo gratuitamente. Algumas plataformas ainda disponibilizam diversas opções de personalização, para que você consiga dar seu estilo para a sua página na web.

É no seu site onde todas as vendas acontecem, então, lembre-se de colocar informações necessárias e imagens de seus produtos. 

Por exemplo, se seu segmento de venda são doces, é interessante que o site contenha uma série de imagens de biscoito para festa infantil, entre outros.

O foco na criação de uma página na internet é que ela precisa ser atraente, mas sem perder sua funcionalidade. É preciso existir organização e um excelente controle de como as informações serão apresentadas no site, para alcançar melhores resultados.

2 – Servidor

O servidor é onde seu site ficará hospedado, mantendo-o ativo na internet. Existem diversos provedores de acesso com valores variados, e neste caso, é importante encontrar algum lugar que ofereça um bom suporte e estabilidade.

Um site que fica constantemente fora do ar ou que tem diversos problemas de acesso perde credibilidade, afastando potenciais clientes que podem não acreditar na veracidade da loja online. Por isso, este é um elemento fundamental na hora de montar seu e-commerce.

Se há um campeonato de esportes em sua cidade e seu site é muito instável, existem grandes chances de você não conseguir vender tantos kimono infantil judô, quanto teria se a página fosse mais estável.

Além disso, muitos clientes desistem de compras em sites lentos. Hoje em dia, a velocidade tem sido um ponto crucial para a utilização da internet, e um bom servidor pode auxiliar nesse processo.

3 – Sistema de cobrança

O sistema de cobrança é um dos fatores que mais exigem cuidado na hora de criar um e-commerce. Isso porque seus clientes colocarão ali dados bancários e informações pessoais, como documentos e endereço, e muitos podem não sentir confiança.

Um sistema direto de cobrança é aquele que você administra. Apesar de desburocratizar e tornar mais transparente as transações, esse método também exige que os procedimentos de segurança sejam tomados pela sua empresa.

Toda empresa, até uma de creme para rosto, deve garantir a segurança de seu comprador, para evitar que seus clientes desistam das compras.

Como uma alternativa a esses obstáculos, surgem as plataformas de cobranças, sites especializados nesta etapa da transação.

Estas plataformas automatizam todo o processo de venda, garantindo a segurança da transação através de certificados e equipes de suporte sempre prontas a atender.

4 – Gestão e envio

Os pontos primordiais de um e-commerce não estão na etapa digital do processo. Os elementos que mais requerem uma atenção especial das equipes de gestão são os setores que dependem de espaços físicos, como estoque e logística.

Isso porque o estoque deve ser bem planejado para alcançar melhores resultados de vendas. O planejamento estratégico é fundamental e pode ser de grande ajuda para estruturar seu e-commerce, uma vez que você não terá gastos desnecessários.

Além disso, o transporte desses itens é crucial para um bom pós-venda. Muitas pessoas ainda têm problemas com compras online por conta do tempo de entrega.

Por exemplo, uma pessoa que compre uniforme escolar para professor pode precisar que esse produto chegue em um determinado período, e a velocidade de entrega será determinante para garantir se ele irá procurar novamente seu e-commerce.

Ao conseguir uma boa parceria com uma transportadora e apresentar qualidade e rapidez na entrega, você não só fideliza um cliente como gera um argumento para que ele possa divulgar seu estabelecimento para outras pessoas.

Como destacar meu e-commerce?

Para conquistar um local de destaque no mercado e tornar-se um líder de vendas, tome alguns modelos de atividades que podem alavancar seu negócio e utilize-os com sabedoria, para criar engajamentos mais fortalecidos e novas estratégias.

1 – Conheça seu público-alvo

Conhecer seu público é fundamental para auxiliar a conversão de vendas. Isso porque quanto mais próximo você for de seu público, maiores são as chances de obter resultados positivos em ações de marketing.

Crie personas adequadas para identificar seu público-alvo e procurar encontrar novas formas de interagir no mercado. 

Uma boa persona deve ser uma figura completa, por isso, procure obter alguns dados pessoais para sua criação, como:

  • Nome;
  • Profissão;
  • Renda;
  • Necessidades;
  • Hábitos de consumo.

Além de outras informações que julgue necessário para a criação de uma persona ideal para seu negócio.

2 – Invista no marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é uma técnica que tem conquistado cada vez mais adeptos dentro do marketing digital.

Trata-se da criação de material informativo para seu cliente, identificando soluções e opções interessantes em um contexto de produção, que não tem ligação direta com sua marca ou produto.

Utilizar essa técnica pode tornar sua empresa especialista na área que pretende atuar, conseguindo conquistar muito mais espaço dentro do mercado e tornando-se referência em assuntos que decida abordar.

3 – Envie e-mail marketing

Outra estratégia potente para divulgar seu e-commerce é o e-mail marketing. Por ser uma ligação muito mais direta com seus clientes, é ideal para enviar propostas e ofertas exclusivas, criando uma sensação de pertencimento em cada consumidor.

É importante pensar, entretanto, que o e-mail marketing não pode ser enviado constantemente, com o risco de ser reconhecido como spam ou conteúdo indesejado. 

Seja assertivo na hora de divulgar seu conteúdo usando este caminho.

4 – Experiência do cliente

Comprar na internet ainda é algo não muito comum para os mais conservadores. Por isso, mesmo que você venda bolo caseiro de laranja pela internet, deve ter cuidado em cada etapa do processo, para criar uma experiência agradável ao comprador.

Por fim, atente-se a alguns elementos de vital importância para uma boa estratégia, como a velocidade de carregamento de seu site e a facilidade com a qual é possível concluir uma compra. 

Torne o processo o mais simples e desburocratizado possível, mas garantindo sempre a segurança de todos os envolvidos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Serviços relacionados à

E-commerce: Quais estratégias que auxiliam a potencializar a loja virtual?

Tags usadas:

E-commerce: Quais estratégias que auxiliam a potencializar a loja virtual?

É um texto de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.